Reservense fala de seu amor por cactos e suculentas

1481 0

A reservense Elizangela Bilik é uma apaixonada por plantas. Ela é a fundadora da “Natureza em Cores”, entidade que visa a divulgação de seu trabalho e dicas sobre cactos e suculentas.

Com canais em redes sociais, como FaceBook,  Youtube e Instagram, Elizangela falou ao Reserva News sobre esse belo trabalho e essa paixão.

“O Natureza em Cores surgiu de um amor crescente pelas plantas, das quais se destacavam principalmente os cactos e suculentas, que têm se tornado cada vez mais populares em inúmeras cidades.

Minha coleção dessas plantinhas se iniciou há aproximadamente quatro anos, quando percebi que a Natureza não se manifestava em apenas uma cor e mais do que isso, ela traz alegrias e mais cores para a vida de quem as ama. E um detalhe interessante é que nesse tempo a quantidade de plantas na minha casa costumava ser bem reduzida, uma realidade bem diferente do que costuma ser hoje.

Depois de todos esses anos cultivando plantas, buscando espécies cada vez mais raras e com uma paixão crescente, decidi compartilhar da minha alegria em cultivá-las com o maior número de pessoas possível, já que essa é uma paixão que já levei à varias pessoas da minha família, e a Internet me permitiu isso inicialmente através com uma conta profissional no Instagram com quase 10.000 seguidores diversas cidades de todo o de Brasil.

Meu principal objetivo agora é fazer crescer meu canal no YouTube, ou seja, iniciar minha jornada de disseminação da paixão pela Natureza pelos principais meios sociais da Internet. O Natureza em Cores está presente, então, no Instagram, Facebook e YouTube.

As suculentas são de fácil cultivo seguindo os cuidados comuns entre as suculentas.
É importante sempre remover as folhas mortas e a rega varia de acordo com a sua região, mas no geral o indicado é regar somente quando o substrato estiver completamente seco.
As Echeverias é umas das espécies de suculentas mais colecionadas pelos colecionadores.
Elas perderão as folhas mais baixas no inverno e se tornará menos atraente, pois ela entra em dormência.”

Veja um dos vídeos de Elizangela Bilik:

 

Deixe seu comentário para a noticia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *