De olho nas doenças emergentes do milho

1223 0
Seja plantado no verão, em menor escala, ou na segunda safra, com áreas mais significativas, o milho representa uma boa fonte de renda e é importante para o sistema produtivo dos associados da Coamo. A sanidade das plantas é sempre uma preocupação, seja dos agricultores, técnicos da cooperativa ou da pesquisa, já que pode limita a produtividade.
 
Em fevereiro deste ano, no Encontro de Verão da Fazenda Experimental, foram abordadas no evento duas doenças emergentes para a cultura: a estria bacteriana e o enfezamento causado pela cigarrinha-do-milho. Na estação que apresentou o experimento, o engenheiro agrônomo José Marcelo Fernandes Rubio, do departamento técnico da Coamo, alertou que são doenças emergentes que necessitam de atenção e cuidados. Por isso a antecipação em mostrar que o problema existe e que pode chegar à lavoura dos cooperados.
 
Dez estações foram preparadas para o encontro deste ano com temas variados, que vão de encontro as necessidades dos cooperados. Tema voltados a produção de milho e soja, prevenção e tratamento de doenças, manejo de pragas e invasoras, entre outros.
 
Fonte - Informativo COAMO

Deixe seu comentário para a noticia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *