Policia prende preventivamente advogado suspeito de estelionato em Castro

590 0

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu preventivamente um advogado suspeito de estelionato, na quinta feira (24), em Castro. O suspeito de 28 anos teria causado um prejuízo de cerca de R$ 850 mil a uma cooperativa, onde era funcionário. De acordo com a investigação, o advogado vinha aplicando o ‘golpe do boleto’ desde 2014 contra a mesma empresa, que pagava as supostas cobranças do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) sem saber que estava sendo lesada.

Utilizando sempre um mesmo número de processo já arquivado no TJPR, o funcionário da assessoria jurídica fazia movimentações processuais no sistema para gerar boletos bancários falsos. Na sequência o advogado apresentava as cobranças à empresa alegando ser necessário que fizesse o pagamento para cobrir supostas custas processuais relacionadas à empresa. O suspeito recebia da empresa o valor em dinheiro para fazer os pagamentos, mas se apropriava dos montantes.

A prática criminosa teria ocorrido entre os anos de 2014 e 2019. Nos primeiros cinco anos o suspeito gerava um boleto falso por dia. A partir de 2 de janeiro deste ano, o advogado passou a apresentar à empresa dois boletos falsos a cada dia.

O mandado de prisão foi cumprido na casa do suspeito com o acompanhamento de representante da Ordem dos Advogados do Brasil. A PCPR também cumpriu mandados de busca e apreensão e de sequestro de dois veículos automotores no endereço. Um veículo Citroen C3 e um Audi Q3 foram sequestrados na casa. Contas bancárias e ativos financeiros do suspeito preso foram congelados a partir de determinação judicial.

Na delegacia, o suspeito confessou parcialmente a prática do delito. Ele foi preso e está à disposição da Justiça.

Deixe seu comentário para a noticia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *