Parque de Plantas Piloto da Klabin está em fase final de testes em Telêmaco Borba

110 0

A construção do Parque de Plantas Piloto, anunciada pela Klabin em outubro do ano passado, chega a sua fase final. O local simulará uma unidade fabril para realização de estudos e testes industriais em frentes de pesquisa relacionadas à lignina e a celulose microfibrilada (MFC), possibilitando a produção destes materiais que poderão nortear futuras oportunidades de negócio para a companhia.

A planta de celulose microfibrilada já está em fase de testes pré-operacionais desde o final de outubro e deverá estar pronta para o funcionamento normal nas próximas semanas. “Já estamos chegando aos ajustes ideais dos equipamentos e do processo de produção, dentro do que foi planejado no projeto. A MFC, em breve, será produzida em escala necessária para testes nas linhas de produção de papel da Klabin. Esperamos confirmar que, com adição de MFC, melhoraremos a qualidade e resistência das nossas embalagens”, afirma Francisco Razzolini, diretor de Tecnologia Industrial, Inovação, Sustentabilidade, Projetos e Negócio de Celulose.

Já a planta de lignina finalizou a etapa de comissionamento e, também, com sucesso, cumpriu o primeiro teste de produção. “O produto, que vem da madeira, portanto de fonte renovável, será utilizado para desenvolvimentos de adesivos, colas, compósitos, como base para produção de produtos químicos e novos materiais, permitindo à companhia adentrar em novos mercados e diversificar seus negócios, reforçando seu compromisso de valorizar o uso responsável dos recursos florestais e oferecer opções cada vez mais sustentáveis ao consumidor”, complementa Razzolini.

O Parque de Plantas Piloto, instalado na Unidade Monte Alegre, em Telêmaco Borba (PR), contou com aporte de R$ 32 milhões anunciado no ano passado como parte dos investimentos da Klabin em seu programa de pesquisa e desenvolvimento.

Deixe seu comentário para a noticia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *