Ataque de cães é principal causa de acidente de trabalho dos leituristas da Sanepar

275 0

Cerca de 170 agentes de campo da Sanepar que trabalham em Curitiba, em cidades da Região Metropolitana e do Litoral participaram nesta quinta-feira (31) de treinamentos para prevenção à mordedura de cães. O objetivo foi conscientizar os profissionais para que adotem posturas mais seguras em relação aos cachorros das casas onde fazem a leitura de consumo de água. Essas ocorrências se constituem na principal causa de afastamento e de acidente de trabalho dos agentes de campo. De janeiro a agosto deste ano, foram registrados 15 acidentes em todo o Estado.

No treinamento, organizado pela área de Segurança do Trabalho da Sanepar, os leituristas ouviram depoimentos de agentes de campo que já foram mordidos por cachorros, orientações sobre raiva do Centro de Controle de Zoonoses da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Curitiba, posturas a serem adotadas diante de cães do Grupamento de Operações com Cães da Guarda Municipal de Curitiba e demonstração de defesa de ataque de cão.

A responsabilidade do dono perante o ataque de cães foi outro tópico do treinamento, abordado por técnicos de segurança da Sanepar. Uma lei municipal de Curitiba (14.828/2016) determina que os atos danosos cometidos por animais são de inteira responsabilidade de seus proprietários, que devem responder pelos danos que o animal causar a terceiros.

“É fundamental que os tutores dos cachorros mantenham os animais presos nos dias de leitura para dar segurança ao trabalho dos nossos agentes de campo. Na fatura de água, está marcado o dia em que será feita a leitura do mês seguinte. Garantir essa segurança é um ato de responsabilidade e de cuidado com o outro”, afirma a gerente comercial da Sanepar na Região Metropolitana de Curitiba e Litoral, Karla Bondi.

Segundo a lei, os proprietários de imóveis residenciais e os estabelecimentos comerciais devem sinalizar com placas indicativas, em lugar visível e de fácil leitura, alertando sobre a presença de animais de guarda.

A lei assegura, ainda, que é do proprietário a responsabilidade em relação a todas medidas necessárias para garantir a segurança dos funcionários dos Correios, leituristas de água e luz, coletores de lixo e agentes comunitários de Saúde de Curitiba, contra os ataques de cães.

Outra lei de Curitiba (14.705/2015) institui o 17 de agosto como Dia Municipal da Prevenção à Mordedura Canina.

Fonte – Agência Estadual de Notícias

Deixe seu comentário para a noticia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *