Reserva está entre os 43 municípios paranaenses que terão ajuda na proteção de crianças e adolescentes

628 0

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, vai destinar R$ 4,19 milhões aos municípios para ações de proteção a crianças e adolescentes. Nesta terça-feira (28), o secretário Ney Leprevost e representantes de 43 municípios assinaram, no Palácio das Araucárias, o termo de adesão ao cofinanciamento estadual do incentivo ao atendimento emergencial para crianças e adolescentes que sofrem ameaças.

“Nossa preocupação com as crianças e os adolescentes cresce a cada dia. Em muitas ocasiões, os adolescentes querem deixar o tráfico de drogas, mas são ameaçados por aqueles que os exploram. Contamos com as prefeituras para nos ajudar nesse trabalho de proteção”, afirmou Leprevost.

Os municípios serão atendidos de acordo com os critérios estabelecidos pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA). Os repasses são do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência (FIA).

O montante global será distribuído a Reserva e mais 42 municípios paranaenses, são eles: Araucária, Assis Chateaubriand, Campo Mourão, Castro, Colombo, Colorado, Cruzeiro do Oeste, Dois Vizinhos, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Goioerê, Guaíra, Ibaiti, Ibiporã, Imbituva, Irati, Itaperuçu, Ivaiporã, Jacarezinho, Jaguariaíva, Loanda, Londrina, Mandirituba e Marechal Cândido Rondon, Matinhos, Medianeira, Paiçandu, Paranavaí, Pinhão, Piraí do Sul, Piraquara, Pitanga, Pontal do Paraná, Prudentópolis, Quedas do Iguaçu, Rio Branco do Sul, Rio Negro, Santa Helena, Santo Antônio da Platina, São Mateus do Sul, Ubiratã e União da Vitória.

OUTRAS AÇÕES  O Governo do Estado desenvolve, ainda, outras ações voltadas a jovens que também sofreram com os efeitos da pandemia. O secretário Leprevost solicitou aos prefeitos que ajudem a divulgar o Cartão Futuro, que é uma forma de incentivar o primeiro emprego. “No Cartão Futuro, o governo paga R$ 300 por mês, durante 24 meses, para cada jovem contratado, para incentivar as empresas, e se o jovem for deficiente, o valor é de R$ 450”, explicou.

PRESENÇAS  Participaram do evento o deputado Evandro Araújo, representando a Assembleia Legislativa; e o advogado Anderson Ferreira, representando a OAB Paraná.

Deixe seu comentário para a noticia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *